Indústria Maggion esclarece boatos e desmente fake news sobre falência

Indústria Maggion esclarece boatos e desmente fake news sobre falência

Uma página do Facebook divulgou nesta semana um texto no qual afirmava que a Maggion Indústria de Pneus e Máquinas LTDA, localizada às margens da Rodovia Presidente Dutra, na Várzea do Palácio, estaria demitindo 158 funcionários por conta de uma possível falência. A publicação ganhou repercussão nas redes sociais e preocupou funcionários, clientes e fornecedores. A empresa negou a informação e esclareceu que tudo não passou de uma “fake news”. 

De fato 158 foram desligados da empresa, entre eles, cerca de 100 que já estavam aposentados. Os demais faziam parte do departamento de câmaras de ar, que foi desativado. “Salientamos que o plano de saúde será mantido por 6 meses e tudo foi feito dentro da legalidade das leis trabalhista, junto ao sindicato da categoria. Além disso, reforçamos que mais de 900 funcionários continuam a trabalhar, inclusive com o aumento da produção de nossos outros produtos”, esclareceu a empresa. A Maggion informou ainda que não possui débitos junto a instituições financeiras e nem a fornecedores, portanto, não está “à beira da falência”.

“A Maggion reitera seu compromisso com a verdade e transparência sobre alguns órgãos irresponsáveis, que noticiaram inverdades e nem ao menos nos pediram esclarecimentos. Sabemos que o Brasil passa por um momento difícil, entretanto não é o caso da nossa empresa”, completou. Fake NewsA divulgação de notícias falsas pode prejudicar a imagem de uma empresa e causar pânico.

No caso de notícias sobre a “falência” da Maggion, o caso divulgado no Facebook foi desmentido após a empresa tomar conhecimento e se pronunciar, uma vez que o responsável pela publicação não entrou em contato com a empresa para confirmar a informação.  “Uma fake desse tipo coloca em xeque a credibilidade da empresa junto a clientes e fornecedores, além de criar um ambiente de preocupação junto aos colaboradores.

Entretanto nosso departamento de Assessoria de Imprensa rapidamente agiu equacionando as inverdades da publicação com uma nota oficial de esclarecimento”, encerrou a empresa.

Tags:
Fazer um comentário
Comentário
Nome
E-mail