Guarulhos já registrou 45 casos de picadas de escorpião neste ano

Guarulhos já registrou 45 casos de picadas de escorpião neste ano

A Secretaria de Saúde de Guarulhos registrou neste ano 45 de acidentes com escorpião na cidade. Os bairros com maior número de casos são: Parque Continental, Recreio São Jorge, Bonsucesso e Jardim Odete. Em todo o ano de 2018, o município registrou 57 casos, sem nenhum óbito.

A pasta informou que ao encontrar um animal peçonhento, a pessoa deve entrar em contato com o Centro de Controle de Zoonoses, pelo telefone 2436-3666, para orientações de como proceder. Em caso de acidente, procurar o Hospital Municipal de Urgências (HMU), que é referência para este tipo de atendimento.

Dicas do Ministério da Saúde
Segundo o Ministério da Saúde, o verão é o período com maior risco para o aparecimento de escorpiões. O clima úmido e quente é ideal para o aparecimento do animal, que se abrigam em esgotos e entulhos. Por se alimentar principalmente de baratas, são comuns também em locais próximos a áreas com acúmulo de lixo.

O Ministério da Saúde recomenda usar telas em ralos de chão, pias e tanques, além de vedar as frestas nas paredes e colocar soleiras nas portas. Outra medida é afastar as camas e berços das paredes, e ainda vistoriar as roupas e calçados antes de usá-los. Manter jardins e quintais livres de entulhos, folhas secas e lixo doméstico. Também é importante manter todo o lixo da residência em sacos plásticos bem fechados para evitar baratas, que servem de alimento e, portanto, atraem os escorpiões. Manter o gramado aparado. não colocar a mão em buracos, embaixo de pedras ou em troncos apodrecidos e usar luvas e botas de raspas de couro para realizar atividades que representem certo risco, como manusear entulhos e materiais de construção, e nas atividades de jardinagem.

“O Ministério da Saúde não recomenda a utilização de produtos químicos (pesticidas) para o controle de escorpiões. Estes produtos, além de não possuírem, até o momento, eficácia comprovada para o controle do animal em ambiente urbano, podem fazer com que eles deixem seus esconderijos, aumentando a chance de acidentes”.

O Ministério da Saúde registrou, em 2018, 141,4 mil casos de acidentes com escorpiões em todo o país. Em 2017, foram 125 mil registros de acidentes. Em 2016, foram 91,7 mil casos. Em relação às mortes, em 2016 foram registrados 115 óbitos em todo o país e, em 2017, 88. Os dados podem passar por revisão e podem ser alterados.

Tags:
Fazer um comentário
Comentário
Nome
E-mail