Dubai Offices: quatro anos do imponente prédio comercial no coração de Guarulhos

Dubai Offices: quatro anos do imponente prédio comercial no coração de Guarulhos

Um dos principais prédios comercias de Guarulhos, o Dubai Offices completa quatro anos nesta segunda-feira, 30/09, com uma história de crescimento e desenvolvimento que acompanha o ritmo da segunda maior cidade do Estado de São Paulo. Bem localizado, na Avenida Emílio Ribas, número 1056, no bairro do Gopoúva, o imóvel está com todas a suas salas ocupadas atualmente.  “O Dubai foi erguido em um terreno que tinha uma casa e depois virou uma floricultura. Surgiu da expansão econômica em Guarulhos, que não possuía um pólo comercial em evidência.  Normalmente, eram prédios de três ou quatro andares, com escada, sem estacionamento e com acessibilidade muito difícil. A princípio, a ideia era montar um empreendimento residencial, mas eu disse que o guarulhense precisava trabalhar. Então, resolvemos fazer um edifício comercial”, disse Olga Pastana Ferrari, uma das responsáveis pelo imóvel.  De acordo com Olga, o projeto, desde então, mostrou que seria um sucesso. “Todas as unidades foram compradas e são facilmente alugadas. As pessoas, inclusive da Capital,  procuram Guarulhos pela localização. Estamos rodeados pelas principais rodovias do Estado, como a Dutra, a Fernão Dias e a Ayrton Senna”, destacou a empresária, que ainda ressaltou o moderno design do prédio como um atrativo do empreendimento. 

 Bem-estar

Além de ter um amplo estacionamento com 200 vagas, serviço de vallet, três elevadores de alta tecnologia, entre outros diferenciais, a estrutura do Dubai também causa uma sensação de bem-estar nas pessoas que transitam pelo local. Apto a receber profissionais das mais diversas áreas da economia, o imóvel já foi elogiado por psicólogos que veem o empreendimento como um ambiente aprazível.  “É um prédio acolhedor. Profissionais de psicologia utilizam todo o espaço disponibilizado pelo Dubai. Desde a própria sala, passando pelo jardim até chegar ao nosso espelho d’água, que foi criado justamente para dar esta sensação de paz. Muitos condôminos descem para ouvir o barulho da água, observar as orquídeas e relaxar para o restante do dia de trabalho”, relatou Olga. “Foi muito gratificante ouvir esta declaração. Não esperávamos tanto. Só queríamos construir um lugar bonito, mas ver que o retorno foi além disto, é algo muito positivo”, finalizou a empresária.

Tags:
Fazer um comentário
Comentário
Nome
E-mail